Combustíveis possuem prazo de validade?

Essa é uma questão para motoristas e empresas que possuem motores a combustão em veículos, frotas ou grupos geradores;

Então, se a sua empresa consome combustível, saiba como melhorar a Performance do seu negócio, aprendendo sobre o prazo de validade dos Combustíveis;

Assim como os alimentos que consumimos, todo combustível está sujeito a ação do tempo e a perda de suas propriedades.

Alguns fatores vão determinar se o combustível terá um tempo de vida útil maior ou menor:

• Tipo de Refino;
• Composição química;
• Nível de contato do combustível com o ar ambiente;
• Contaminações com água;
• Impurezas no interior do tanque de armazenagem;
• Temperatura interna e externa do tanque;
• Aprendizado e adoção de Boas Práticas com os combustíveis.

Gasolina:

A ANP (Agência Nacional de Petróleo) estabelece a validade mínima de 6 meses;

Esse período é estabelecido através do “Período de Indução”, que tem por finalidade submeter a gasolina a um teste de indução de oxigênio por 6 horas, no mínimo; e cada hora é estimado 1 mês da garantia da eficácia do produto.

Gasolina Aditivada:

Dependendo do aditivo utilizado, o prazo para a gasolina aditivada é bem maior, pois os aditivos que compõem a gasolina contêm antioxidantes, que retardarão o processo de envelhecimento do combustível, além de beneficiarem na manutenção da limpeza do tanque de armazenagem e evitarem a duplicação de fases do combustível (Água e Gasolina) bem como na formação de borra no tanque e no sistema de injeção de combustível.

Para a gasolina adquirida já aditivada em postos de combustíveis sérios, de confiança, o prazo de validade pode dobrar em relação a gasolina comum.

No entanto, devemos ter muito cuidado ao adquirir combustíveis já aditivados pois como são mais caros, tendem a ficarem armazenados por mais tempo e podem degradar antes mesmo de serem adquiridos;

Por isso a importância de se adquirir somente combustíveis de boa procedência.

Uma boa dica é comprar combustível não aditivado e adquirir um bom aditivo à parte; ou seja, aditivar o próprio combustível com um aditivo que realmente entregue o resultado prometido e aplicar este aditivo ao combustível, na proporção adequada.

Saiba mais sobre Aditivos de combustíveis;

Essa ação junto à adoção de Boas Práticas, aumentará consideravelmente a vida útil dos combustíveis, para um prazo de validade indefinido.

Etanol:

As propriedades do Etanol previnem a formação de borra, diferente da Gasolina e do Diesel, fazendo deste um combustível de maior durabilidade.

Assim, apesar de não haver um prazo de validade estabelecido pela ANP, o Etanol possui uma durabilidade maior quando comparado à Gasolina.

Diesel:

Assim como o Etanol, o Diesel também não possui prazos de validade pré-estabelecidos; além disso, o Diesel possui um conservante natural na sua composição, o enxofre (“S” na tabela periódica); Inclusive é daí que vem a denominação S10 e S500 (partes por milhão de Enxofre na composição do Diesel);

Porém, atualmente, por questões ambientais, em diversos países, a quantidade de Biodiesel tem aumentado a cada ano na “Mistura” de Diesel + Biodiesel;

E apesar de seus atributos inegáveis que são excelentes para o meio ambiente, o Biodiesel é bastante vulnerável à degradação, devido a sua rápida oxidação;

Desta forma, quanto mais Biodiesel é adicionado na mistura, mais rapidamente o Diesel se degrada;

Então, devido a essa “Mistura”, alguns cuidados especiais precisam ser tomados para evitar a acelerada e cada vez mais rápida degradação deste combustível;

Para garantir a qualidade do Diesel, é fundamental aprender e implementar Boas Práticas na sua rotina, desde a aquisição, armazenagem até a combustão dos combustíveis;

Assim como no caso da Gasolina e também para os motores Flex, optar por comprar Diesel não aditivado e aditivá-lo a parte, com um aditivo que realmente entregue os resultados prometidos, e manter essa prática sempre que abastecer, também é garantia de qualidade, maior durabilidade e prevenção de diversos problemas e prejuízos para a sua empresa.

Quais as Consequências do consumo de um combustível vencido?

• Dificuldade na partida;
• Combustão ineficiente;
• Aumento do consumo de combustível;
• Menor vida útil dos Filtros de combustível;
• Avarias em peças como por exemplo, do sistema de injeção;
• Rendimento menor do veículo;
• Aumento de gastos com manutenção;
• Emissão de gases tóxicos e material particulado (fumaça preta)

Enfim, prejuízos para o seu bolso e para o meio ambiente;

Portanto, para que você previna e evite diversas “dores de cabeça” com o seu motor a combustão, é crucial que o seu combustível se mantenha dentro do padrão ideal de qualidade.

Na Teccom, você encontra as soluções (em Produtos e Serviços) para resolver todas questões relacionadas a degradação, estocagem e estabilidade dos combustíveis.

Entre em contato conosco através do email ou clique no botão de WhatsApp do canto inferior direito, fale com os nossos especialistas e descubra as melhores soluções para o seu negócio.